A Arte de ser “Bem Plena”

Pessoalmente eu gosto muito dessa moda do ‘bem plena’, mesmo que eu não tenha usado nas minhas fotos. Gosto do conceito de ser plena, e quero explorar esse conceito no post de hoje.  Pode até ser que, na sua cabeça, isso seja apenas uma brincadeira, uma força de expressão. Mas existe algo de fascinante nas palavras: elas têm poder, e nem sempre estamos cientes disso.

 

Plena vem de ‘plenitude’. Plenitude significa completopleno ou cheio. É o estado daquilo que foi feito na totalidade, que atingiu a avaliação ou medida máxima.[1]. Então, quando você diz na internet que se sente ‘plena’, você está dizendo ao mundo que se sente completa.

 

Acredito que um dos maiores dilemas da humanidade é alcançar esse estado de plenitude interior. Talvez você não saiba explicar o que é um ‘vazio existencial’, mas provavelmente já sentiu em algum momento. O anseio de preencher esse vazio leva as pessoas a fazer todo tipo de coisa, algumas nobres e outras não. Alguns se envolvem em causas humanitárias e religiosas, outros escalam posições no mundo corporativo. Outros buscam a fama e o poder, ou estão sempre emendando um relacionamento no outro. Ainda tem aqueles que encontram no vício um modo de ignorar esse vazio, mas isso gera problemas ainda maiores. A verdade é que, por trás das nossas atitudes mais importantes, e nossos conflitos mais complexos, só queremos preencher o vazio dentro de nós.

 

Ser plena é ter um propósito

 

Não acredito que estejamos aqui apenas pra consumir, trabalhar, compartilhar memes e morrer. Acredito que todos nós temos um motivo para estarmos aqui, e nunca estaremos plenamente felizes enquanto não trabalharmos por esse propósito.  Vejo muitos casos de pessoas que abandonaram carreiras estabilizadas, viajaram pro outro lado do planeta e arriscaram tudo pra fazerem o que sempre sonharam. Parece loucura aos nossos olhos, mas essas pessoas entenderam que dinheiro e prestígio não preenchem o vazio existencial. É preciso muita coragem admitir que esteve no caminho errado e é preciso mais coragem ainda começar tudo outra vez.

 

Você não precisa largar tudo e quebrar todos os paradigmas para encontrar o seu propósito de vida. Na verdade, essa resposta já está dentro de você, só que adormecida em algum lugar da sua alma. Em alguns momentos, quando executando certas tarefas e cumprindo certos desafios, você sente aquele calor no peito e sabe que é o que ama fazer. O que acha de explorar esses gatilhos e dar uma chance a si mesma? Não há garantia de que isso te trará fama e riqueza, mas fará a sua vida valer a pena.

 

Ser plena é preservar seus limites

 

Todos nós temos uma noção básica de como devemos nos comportar com o próximo. Porém raramente somos educados sobre estabelecer normas de como o próximo deve se comportar conosco. Somos coagidos desde pequenos a abraçar pessoas que não gostamos, damos os nossos brinquedos a outra criança só por que ela está chorando, continuamos amizades com pessoas que nos traíram. Aprendemos por osmose que aceitar as más atitudes alheias contra nós é uma forma de virtude. Queremos acreditar que, em algum momento, teremos alguma recompensa. Em vez disso, caímos em relacionamentos tóxicos, desenvolvemos co-dependência, e colocamos nossas necessidades em último plano. 

 

Preservar os seus limites não é egoísmo. Priorizar as suas necessidades também é uma forma de se importar com os outros. Afinal, como você vai cuidar de quem ama se você mesma não se cuida?  Há momentos em que é preciso bater o pé, levantar o queixo e dizer “não”. Isso vai desagradar algumas pessoas, mas não se preocupe. É assim que você vai descobrir quem realmente gosta de você e quem está apenas te usando.

 

Ser plena é saber seu próprio valor

 

Se ninguém te disse hoje, é você importante e sua vida tem valor. E o seu valor não está na sua posição social, cor da pele, religião, nos seguidores nas redes sociais. Você é um ser humano, e por isso os seus sonhos, valores, anseios e sentimentos importam. Suas impressões, conhecimentos, habilidades e atitudes são únicos e importam. A sua beleza não está apenas na sua forma física, mas na gentileza da sua alma, na grandeza do seu coração, na sua capacidade de perdoar e na sua vontade de querer ser melhor.

 

Pode soar bastante piegas, mas é muito importante que guarde essas verdades dentro de você. Se você entende o quanto é importante, não vai deixar que fatores externos te convençam do contrário. O resultado das suas metas será um parâmetro para ajustar as suas estratégias, pois a sua identidade não é definida pelo seu sucesso ou seu fracasso. Nem todo mundo vai gostar de quem você é ou que você faz, mas tudo bem, por que você já sabe que é um erro tentar agradar a todos.

 

Ser plena é ser resiliente

 

Momentos ruins são inevitáveis, fracassos e derrotas acontecem com todo mundo. Mas quando somos resilientes, somos capazes de passar por esses momentos difíceis com a cabeça erguida. Sabemos que não será fácil, que teremos recaídas, e talvez isso nos mudará em muitos aspectos. Ainda assim, mantemos a promessa de continuarmos firmes na nossa jornada. Como diz aquela frase, o que não nos mata nos fortalece.

 

Para ser resiliente, é preciso esquecer a ideia de que precisa se sentir positiva e feliz o tempo todo. Emoções como a tristeza ou a raiva não ruins em sua essência, apenas são formas de reagir ao que nos acontece. Você não precisa se deixar dominar pela raiva, mas também não precisa fingir que ela não está lá. Escolha a terceira opção de entender a raiz das suas emoções e só então fazer algo a respeito. Lidar com toda e qualquer emoção, em vez de sempre “feliz”, é o que vai desenvolver a sua resiliência.
Agora é a sua vez!
Pra você, o que é ser “bem plena”? Vou adorar saber a opinião de vocês!

1 Comment

  1. Bruna Guedes

    dezembro 7, 2017 at 03:47

    Que post necessário!!!
    Também adoro essa nova linguagem do “plena”, me sinto feliz quando digo, me sinto feliz quando os outros dizem se sentir assim e me sinto ótima lendo sobre também. Muita gente odeia os “good vibes” por estarem falando sobre as coisas boas da vida que às vezes não conseguimos ver mas acho maravilhoso quando existem pessoas mandando boas energias pro mundo, que possamos mandar também, nem que sejam por palavras tão simples, o mundo precisa muito disso <3
    Neoguedes

Leave a Reply

%d blogueiros gostam disto: